Jacaré dispara: ‘Ninguém está satisfeito com essa palhaçada’

Refinaria de Manguinhos anuncia parceria com Aldo e Ronaldo Jacaré
17 de março de 2017
José Aldo ignora bravatas de Max Holloway
17 de março de 2017
Exibir tudo

Jacaré dispara: ‘Ninguém está satisfeito com essa palhaçada’

Na tarde de quinta-feira (17), Ronaldo Jacaré compareceu ao projeto Usina de Campeões, em Manguinhos, na Zona Norte do Rio. Além de ser patrocinado pela Refinaria de Manguinhos, o lutador do UFC também será um dos embaixadores do programa social. No local, em conversa com a imprensa, o brasileiro foi indagado sobre diversos assuntos, entre eles, a insatisfação com o retorno de Georges St-Pierre indo direto ao title shot dos médios contra o campeão Michael Bisping.

Jacaré ainda contou que após a luta contra Tim Boestch, no UFC 208, em fevereiro, pediu ao Ultimate uma revanche contra Luke Rockhold ou Yoel Romero. Segundo o brasileiro, os dois fugiram. O manauara ainda revelou que se “ficar de saco cheio”, não vê problema em parar de lutar e tem até um “plano b” para manter a renda.

Confira os principais trechos da entrevista de Ronaldo Jacaré:

– Importância do projeto social para mudar vidas
Eu brigava praticamente todos os dias na rua. A partir do momento em que eu conheci as artes marciais, eu me apaixonei tanto, que na segunda semana eu sai de casa e fiquei na academia durante a minha fase de competição de Jiu-Jitsu toda. Eu parei em 2005 e ainda morei mais três anos na academia. Então, a minha vida, enquanto competição de Jiu-Jitsu, foi morando e treinando na academia. Me mudou bastante. Eu era horrível, brigava muito…Através da luta, eu aprendi o respeito, foi muito bom, porque a luta me salvou.

– Disputa do cinturão e pedido ao UFC para lutar
Não estava pensando em cinturão (quando saiu da última luta). Até porque, o Dana White… mas o que ele fala não se escreve né. Ele disse que seria o (Yoel) Romero, então, eu falei que eu tenho trabalhar. A realidade é que o dançarino, dança…O cantor, canta… E o lutador, luta. Eu pedi uma luta para o UFC, pedi o Luke Rockhold. Aí, o UFC falou que o Luke estava amarelando e não sabia quando ele voltava. Aí eu disse: “Pô, mas ele falou que iria voltar em junho”, mas eles disseram que não sabia. Então, eu pedi o Romero, daí eles falaram que ele iria ficar esperando pelo cinturão. Para mim foi bastante estranho quando marcaram minha luta, passou um tempo e o Romero pediu o Anderson (Silva), pelo cinturão interino. Vem cá, o (Michel) Bisping não morreu. O cara vai lutar daqui a pouco, se é certo ou errado, não é problema do Bisping. O UFC que está permitindo que isso aconteça. Não é certo um cinturão interino, com o campeão em atividade. O Bisping até falou que foi meio desespero, realmente tenho que concordar com esse frouxo, porque foi. Mas, estou tranquilo, estou fazendo trabalho. A galera está vendo que eu estou me empenhando. Eu vou lutar com o quinto do ranking, um cara que está subindo, vem de boas vitórias, é novo e é um atleta que tem que respeitar. Mas, eu vou para finalizar.

– Irritação com GSP indo direto para o title shot
Eu já sabia…Já imaginava que isso poderia acontecer. Na verdade, está acontecendo de tudo no UFC. O que me chateia bastante, não é o fato do Georges St-Pierre lutar com o Bisping, para mim é normal. Mas ele nunca lutou em 85kg (divisão dos médios), sempre disse que era muito pequeno. Sempre arregou de lutar com o Anderson, todo mundo sabe disso. Quer lutar agora? Bacana! Pega comigo! Eu estou aqui, vem lutar comigo. Se você se credenciar, porque você não vai passar, com certeza. Aí, você pega o Romero, depois você pega o Bisping. Não! Ele foi direito para o cinturão. Isso foi ruim para a divisão dos médios, porque ninguém está satisfeito com essa palhaçada. Essa é a realidade.

– Motivação em lutar, mas sem medo de parar
Eu sou motivado em lutar, isso não me desmotiva nenhum pouco. Eu sou motivado pelo desafio do meu próximo adversário. O cinturão é consequência. Todo mundo sabe que eu sou crente, quando eu vou escolher uma luta, coloco o meu joelho no chão e peço para Deus escolher uma luta para mim. O que está acontecendo é isso, então, estou feliz de estar lutando. Mas, não tenho problema algum em parar de lutar. Eu parei em 2005 no Jiu-Jitsu, eu estava no auge da minha carreira. Seu eu achar que está demais para mim, me enchendo o saco, eu boto a minha viola no saco e paro de lutar. Eu posso abrir a minha academia, ganhar quase o mesmo que eu ganho lutando e ser feliz. Porque um sonho que eu tenho é abrir uma academia, então, não vejo problema em parar de lutar.

– “Saco cheio” hoje com o Ultimate e falta de critérios
Nenhum…Estou com vontade de lutar, estou afim de fazer o meu trabalho. Isso ainda não está me afetando, todo mundo vê que eu estou empolgado de querer luta. Infelizmente, não é a luta que eu queria. Todo mundo sabe que eu queria lutar com o Luke (Rockhold). Todo mundo sabe que eu pedi o Romero também. Mas vou falar a verdade, o único cara que eu não gostaria de lutar no UFC é o Mousasi. É um cara que é encrenca. Eu o enfrentei em um dia que eu estava muito bem, ele não estava em um dia tão bom, e ele vai mostrar para todo mundo o quão bom ele é, quando pegar o Weidman. Mas, o critério comigo é totalmente diferente. Quando estava todo mundo se credenciado ali, aí falam: “Não, o Jacaré não pegou adversário tão duro”, o Luke pegou o Boestch, que eu enfrentei agora, daí falar que ele tirou o cara para nada. Eu também fiz a mesma coisa, então, agora o cara não é ninguém? “Ah, o Jacaré pegou o Belfort em final de carreira”. E o Lyoto (Machida) estava como? Estava ruim também, porque ele foi espancado pelo Luke e pelo Romero. Quando é comigo, eles usam critérios diferentes, sempre inventam desculpas. Eu não só ganhei do Mousasi, como finalizei, convenci e não fui disputar o cinturão. Então, são coisas que estão acontecendo comigo que são estranhas, muito estranhas. Eu não vendo? Parem de falar besteira… Vocês não sabem o que estão falando.

– Não entende a falta de critérios para do UFC
Sinceramente não faço a mínima ideia do motivo que está acontecendo isso, só digo uma coisa: quem decide, são os fãs. Deixem os fãs olharem o que está acontecendo e eles estão vendo.

– Problema do UFC com os brasileiros atualmente
É uma palhaçada né?! O cara (José Aldo) há mais de doze anos invicto, vinha lutando e convencendo e sofre uma derrota daquele jeito e não tem uma revanche? Que que isso, cara? Isso não existe! Não existe em lugar nenhum do mundo.

Fonte: http://www.tatame.com.br/tatame/noticias/irritado-com-title-shot-para-st-pierre-jacare-dispara-ninguem-esta-satisfeito-com-essa-palhacada