Raoni Barcelos: o xodó de Minotauro e José Aldo que está na mira do UFC

Ricardo Magro alerta para “apagão” no fornecimento de combustíveis
18 de maio de 2017
FEMTDRJ realiza sua 2ª. Etapa do Campeonato Estadual na academia Delfim
13 de junho de 2017
Exibir tudo

Raoni Barcelos: o xodó de Minotauro e José Aldo que está na mira do UFC

Combate – 18/05/2017

Cria de Marechal Hermes, faixa-preta de jiu-jítsu sonha com uma oportunidade de representar o Brasil no Ultimate: “Quero dar um passo a mais na minha carreira”

A estreia de Raoni Barcelos no MMA, cinco anos atrás, foi cercada de expectativas. Pupilo do próprio pai, o faixa-coral de jiu-jítsu Laerte Barcelos, e do ex-lutador Pedro Rizzo, o peso-pena, então com 25 anos de idade, era apontado como uma das promessas do esporte. O tempo passou, o brasileiro trilhou sua estrada, defendeu o cinturão do RFA três vezes e, agora, está na alça de mira do UFC, que costuma garimpar atletas em eventos menores.

Raoni Barcelos está no radar do Ultimate: é visto como um lutador que tem qualidade para integrar o plantel da organização. Embaixador de Relacionamento com Atletas do UFC, Rodrigo Minotauro acompanha de perto eventos brasileiros e do exterior para colocar promessas do MMA nos planos da franquia. No caso do faixa-preta de jiu-jítsu, o ex-campeão do Pride e do Ultimate conta, em entrevista ao Combate.com, que o conhece há bem mais tempo.

– O Raoni, além de ser um dos maiores talentos do Brasil, me chamava a atenção já nos campeonatos de jiu-jítsu. Muitos atletas brasileiros não têm um nível de wrestling tão bom, e ele vem mostrando que não tem essa deficiência. Ele teve passagem internacional, foi campeão do RFA lutando contra americanos. Ele tem um estilo de luta que casa com o jogo internacional, o que dá vantagem a ele. O Raoni melhorou muito na trocação… o último nocaute que ele deu com um cruzado de encontro foi um golpe dificílimo, no estilo do holandês Rob Kaman. O Raoni mostrou que está pronto para lutar nos maiores eventos do mundo. Eu, como embaixador do UFC, não sou matchmaker, que é quem realmente casa as lutas, mas todo mundo no UFC sabe que ele é um cara pronto para lutar lá. A categoria dele é uma das mais lotadas do mundo, talvez seja esse um dos motivos de ele não estar na organização ainda, mas a gente queria muito. Eu, como fã e ex-lutador, gostaria de vê-lo estrear no octógono. E ele vai fazer isso um dia.

Campeão peso-pena do UFC, José Aldo treinou diversas vezes com Raoni Barcelos, inclusive na Usina de Campeões, em Manguinhos . O manauara endossa as palavras de Minotauro e destaca o talento do carioca, que disputou Jogos Pan-Americanos Rio 2007 pela seleção brasileira de luta olímpica.

– O Raoni tem capacidade e merece entrar no UFC. Ele vem batalhando há um tempo no cenário nacional, foi campeão de evento fora do país. É um cara talentosíssimo, sei do seu potencial, porque treinei com ele várias vezes. A partir do momento que ele entrar no UFC, vai dar trabalho, vai brigar entre os grandes, porque tem um potencial enorme. Eu sei que, na primeira oportunidade que tiver, ele vai abraçar. O Raoni está maduríssimo. Treinou muito tempo com a gente, vive excelente fase. Ele merece estar no UFC. Para quem do mundo da luta você perguntar sobre o Raoni, vai ouvir que ele merece entrar no UFC.

Dono de um cartel composto por 11 vitórias e apenas uma derrota, Raoni está na idade ideal para entrar no UFC – não é mais garoto, nem tão velho a ponto de desinteressar a organização. Com paciência e trabalho árduo, segue treinando em busca de um evento maior para atuar. E, quando a oportunidade chegar, garante que não fará como outros atletas, que não vencem no Ultimate e são cortados, voltando à realidade dos eventos canarinhos.

– Eu quero dar um passo a mais na minha carreira. A gente não pode descartar nenhum evento grande, seja o Bellator ou algum da Europa, mas o objetivo principal é entrar no UFC, é onde estão os melhores lutadores atualmente. Eu quero me testar cada vez mais na minha categoria. É no UFC que quero representar minha equipe, realizar o meu trabalho bem feito. Com certeza estou pronto, tem muito atleta que peca por entrar no UFC e perde a oportunidade por não estar pronto, por nunca ter lutado no exterior. A maioria dos atletas que foram campeões do RFA assinaram com grandes eventos. Defendi meu cinturão três vezes, estou mais do que pronto – declarou o carioca.

http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2017/05/raoni-barcelos-o-xodo-de-minotauro-e-jose-aldo-que-esta-na-mira-do-ufc.html